terça-feira, março 07, 2006

LENDO POESIA DA MINHA JANELA MÀGICA

Da minha janela, (estou sempre a repetir-me), mas adoro ver o mar e ver os barcos desaparecendo na linha do horizonte, outras vezes, vejo-os a aparecer.... aproximando-se........, passando por detrás do Bujio e a entrar na barra do Tejo... o Sol desaparecendo na linha do horizonte...., estas imagens exercem um fascínio especial, sobre mim, que não sei explicar.....
E estava a ler uns versos da NATÁLIA CORREIA, que achei que se encaixavam, perfeitamente, nos meus pensamentos... e que pena que tenho de não saber escrever de não conseguir transmitir, os meus sentimentos... resta-me o prazer de poder ler, ler,ler... e poder levar o meu espírito para onde as minhas palavras, não me conseguem levar...


"Em cada estrela cadente
Que vai perder-se no rio
Uma parte de mim parte
No mistério de um navio.

Sou passageira da noite,
Num veleiro de luar.
O porto onde eu embarquei
É onde devo ir parar.

A onda que vem à praia
E volta de novo ao mar,
Abriu um lírio na areia
Que a brisa vem desfolhar!

Passam navios ao longe,
num jeito de não parar!..."

"in RIO DE NUVENS "

"NATÀLIA CORREIA"

Nenhum comentário: